Música no Second Life

Um dos meus principais interesses no SecondLife era saber como que funcionava essa história de show ao vivo lá dentro – das possibilidades de se fazer oficinas, com transmissão de audio e video ao vivo lá pra dentro.

Fui na busca e digitei “Live Music”. Apareceram alguns resultados e fui dar uma volta pra ver o que achava. Parei num tal de Crazy Sharks, uma casa de show bem grande. Estava vazia, nenhum show naquela hora. Dei uma volta e achei um grupo de pessoas largadas em pufes e almofadas do lado de fora da casa.

Cheguei perto, cumprimentando o pessoal e logo vi que um casal ali era o dono daquele lugar. Sem cerimônia me apresentei e perguntei se podia tirar umas dúvidas nesse processo de música ao vivo dentro do SeconLife. Eles foram muito gente boa e me explicaram o esquema todo que, por sinal, é um esquema muito bom.

palco.pngTrocando em miúdos, funciona assim: A transmissão de audio e vídeo é feita diretamente de servidores dedicados exclusivamente a isso, que não são servidores do jogo. Isso significa que eu posso, por exemplo, usar o servidor de streaming do estudiolivre pra transmitir meu som pras pessoas dentro do SecondLife. E o tráfego dos servidores do jogo não tem nada a ver com o tráfego do audio e do vídeo, que estão em outro servidor e vão direto pro computador de cada pessoa. Lindo!

Lá pelas tantas uma das pessoas que estavam ali propôs que fizessem uma demostração pra mim. Nos levantamos e fomos até o palco. Em pouco tempo uma das pessas estava transmitindo diretamente de sua casa. Era um músico inglês que faz shows direto no SecondLife e já tem um esqueminha muito bom montado, com mesa de som, o que fez com que o som viesse com uma qualidade muito boa: violão e voz. Ele tocava umas músicas enquanto conversava com a gente. Nós falávamos com ele via texto, pela conversa normal do SecondLife, e ele nos respondia falando.

Pra mim foi muito bom, de cara, já ter uma demonstração dessas, e com as pessoas me explicando tudo. O que achei interessante também é o jeito como as coisas se deram ali dentro. Não aconteceu simplesmente de eu ler um tutorial e ver como as coisas funcionam, ou digitar algumas palavras e ter uma resposta. Tratou-se de uma experiência real mesmo, de conhecer pessoas, de trocar ideias, de relacionamento, etc…

Transmitir experiência: Aliás, essa é uma das coisas que um dos criadores do SecondLife, Bill Lichtenstein, fala em seu manifesto. Ele defende que, através desse jogo, é possível não só transmitir dados, mas experiências, e essa seria a grande revolução… mas isso é assunto pra outro post…

Música Acidental

musicaacidental.pngOutra experiência interessante foi descobrir uma ilha muito louca, cheia de instrumentos musicais. Em um lugar (foto) tem um quadrado com várias caixas de som e um experimento sonoro. Quando você entra dentro desse quadrado e começa a falar (digitar), suas falas vão criando sons aleatórios que começam a ser reproduzidos pelas caixas de som. Em cima das caixas de som vão aparecendo tudo o que já foi falado pelas pessoas que passaram por ali… Quanto mais gente falando, mais o som vai crescendo… Bem legal. Uma pequena amostra do que é possível fazer com essa arquitetura aberta desse mundo maluco…

Leo,,

Anúncios
Música no Second Life

Um comentário sobre “Música no Second Life

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s