Tecnologia e Criação

Acho que a melhor coisa que define o artista e a arte é a inquietação.

Um artista deve estar sempre ansioso por criar, por produzir, mesmo que seja para si próprio. Ele pode ser o maior preguiçoso, mas exerce sua arte freneticamente.

A tecnologia, nesses casos, vem como uma ferramenta que, muitas vezes, facilita e catalisa a criação mas NUNCA a impede. Um artista de verdade nunca vai deixar de produzir por falta de ferramenta. Muito menos por possuir apenas uma ferramenta precária.

Por isso que eu fico tão feliz quando eu vejo gente produzindo em situações precárias. Porque eu sei que ali tem uma inquietação, uma vontade de produzir que supera qualquer dificuldade. E quando essas dificuldades são superadas, revela-se que além de vontade, esse artista tem competência e qualidade.

Eu trago essa discussão porque hoje muito se fala na tecnologia proporcionando que muito mais pessoas produzam e tal… mas ao mesmo tempo se cria um fetiche em cima de certas tecnologias … por exemplo, se um vídeo ou uma música não forem feitos usando um Mac não são pra valer.. é amador.. Aí tem gente que se preocupa antes em ter o tal do Mac do que em fazer música.. besteira…

E isso, na verdade, é totalmente o contrário do que a tecnologia digital traz. O que ela traz é a possibilidade de uma descentralização geral na produção. E neguinho fica complicando… Salve a inquietação geral!

Os tempos são outros

Anúncios
Tecnologia e Criação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s